12 maio 2008

Fazer a nossa parte neste mundo é:

Quem olha para fora, sonha, quem olha para dentro, acorda." C. G. Jung

E porque foi uma semana dura, uma luta entre o Universo e o Multiverso, uma das muitas batalhas sanguinolentas que existem dentro deste pedaço de matéria e outro tanto pedaço de alma, por vezes esfarrapada, quase que perdendo as asas, gostaria que tivessem a percepção que viver é um acto imperdível, Viver é sentir a paz do Deus que habita em mim e em cada um de nós neste nosso contínuo caminhar, aqui neste planeta, onde cada um - cada , "SER" - é parte única, integrante e especial.
Sentir que Deus habita e transforma o nosso "Ser", o nosso templo interior, através de nossas boas acções e pensamentos, onde criamos, conversamos, aprendemos e nos transformamos com paz e harmonia.

Quando cada "Ser" se conecta profundamente com o nosso "Deus" interior, ele expande e transforma o lugar onde vive e ajuda também a melhorar a humanidade, pois estamos todos de certa forma interligados.

Vamos então dar um novo sentido à vida, vamos olhar o mundo e as pessoas ao nosso redor com mais carinho e contribuição; somente quando reflectimos e agimos com consciência e propósito significativo, iremos transgredir e avançar qualquer "ordem"
negativa ou prejudicial. Vamos realmente olhar para nosso eu, mais "secreto" e abrirmo- nos sem medo, e com o coração aberto em silêncio ouvir nesse encontro, que só cada um pode fazer e sentir. É desta forma que poderemos encontrar a voz, o caminho interior e sentirmos a nossa verdadeira força.

Vamos usar o nosso pensamento e as nossas acções para dar uma "Ordem" relevante e animadora para nossa vida, em todas as áreas e assim, com entusiasmo, certeza e determinação, vamos dar o primeiro passo em direcção à transformação e ao conhecimento.
Deixar para trás o passado, cortar todos os sinais e símbolos que nos impeçam de viver o presente

Viver o presente, o novo, o agora, a cada momento e a cada dia, isso depende de um esforço e de uma atenção especial. Saber seguir, saber continuar, saber viver, buscar a sabedoria e usá-la em sintonia e orientação internas. Toda a reforma interior, ou mudança para melhor, depende da nossa busca e do nosso esforço sincero; estejamos sempre atentos e envolvidos com o que fazemos para mudar o nosso ser.
Sobretudo também é necessário muito cuidado na forma como tratamos o próximo, não o façamos morrer, cuidemos dele como gostaríamos que cuidassem de nós. Não façamos dos outros uma espécie de holograma fictício, projectando, e retirando as partes vitais, deixando-o depois jazendo no chão, exangue e sem alma.

"Sinta-se realmente nascido a cada momento para a eterna novidade do mundo" como diz Fernando Pessoa, mas faça a sua parte neste mundo, e tenha certeza que não está aqui somente para receber ou trocar de carro todo ano, a sua vida tem um significado e um propósito.
Buscar o auto conhecimento é tarefa individual e esse propósito e significado cabe a cada um encontrar e escolher, e somente em harmonia e sintonia poderemos perceber se estamos realmente no caminho certo.

Então, com dedicação e alegria ajude também a construir um mundo melhor; com a solidariedade aprendemos que precisamos muito também uns dos outros e quão gratificante é realmente poder ajudar. E, incrivelmente, essa energia é imediatamente convertida em benefícios para nós mesmos quando fazemos sem nada esperar de volta e com o coração.
È mais um segredo este que vos deixo: Quando fazemos algo sem nada esperar e , cuidado, nada do que fazemos ou dizemos (mesmo quase nada é feito desta maneira)é feito sempre na perspectiva do ganhar algo em troca.
Fazemos sempre algo à espera do retorno, e se não somos correspondidos estão criadas as condições para o sofrimento e a dependência.

E essencial sentirmo-nos gratos e felizes com o que já temos e o que se tem conseguido, pois quando agradecemos tomamos posse de tudo que nos foi confiado e definitivamente acredito e confio; creia que merece e pode viver e usufruir de tudo de bom que existe e que sonha.

*Obrigada Maria e L.M. caminhar convosco tornou o caminho menos penoso

1 comentário:

Mariz disse...

Obrigada eu, pelo facto de o divino a ter colocado no meu caminho. Nada fiz, a não ser confrontá-la com todo este discurso ecrito o qual revela bem o quão é sábia a sua alma.
O que falta?
Colocar na prática...porque o Caminho não se compadece de demagogia.
Erga-se que nem uma Titan e olhe-se de frente e quebre com as amarras!
Um abraço terno e eterno, mesmo que um dia nos afastemos por Ordem Superior!
Mariz

ESPAVO! - como em MU