22 dezembro 2011

Desejo a todos um Santo Natal com muita Paz e Harmonia.

A imagem “http://3.bp.blogspot.com/_owq2rUAOMLY/THDLwPmcm4I/AAAAAAAAAPA/xKHDUrXR3X0/s1600/Song+of+the+angels,+Willian+Adolph+Bouguereau.jpg” contém erros e não pode ser exibida.



Song of the angels, Willian Adolph Bouguereau

Este Natal tenho saudades
Dos que partiram de mim
Deixaram-me a solidão
O vazio do lugar
Na mesa da consoada.
E nunca mais vão voltar.

Às vezes queria poder acreditar
Que vou encontrá-los no céu
Ou em  outro qualquer lugar
Mas o Natal não mais será o mesmo
Pois já deixei de sonhar.
E se há um Menino Deus
Que a todos veio salvar
Menino Jesus, este Natal
Leva-me contigo
Para as saudades matar.
Daqueles que já partiram
E que tanto quero abraçar.

Sou filha e hoje sou mãe
Com exemplo para dar
Mas meu Menino Jesus
Custa-me tanto ver
O vazio daquele lugar.
E para não ficar assim
Um prato a mais na consoada
Menino Jesus, se entendes não me  levar
faz com que Alguém do Teu Reino
venha à minha morada
E faz como que a minha casa
por Ti seja abençoada.




5 comentários:

Julieta disse...

Aquele lugar vago será sempre "O "lugar...que ninguem nunca vai preencher. Pior, muito pior são dois lugares vagos...
E há a Magia do Natal...que nos deixa recordar Natais inesquecíveis e nos promete Natais felizes...
Que nunca a nossa mente esqueça o Natal passado, viva o Natal presente como se fosse o ultimo e anseie pelo Natal futuro...
Um Natal do melhor possível para si :)
Juliet@

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Arrobamiga

Há sempre um lugar à mesa para mais um. Mas esperar que esse algum venha das paragens celestiais não vale a pena. Basta convidar um pária, um desirmanado, uma ilusão, para preencher esse espaço.

Um Bom Natal, ainda que muito ??????

Bjs da Raquel e qjs para tu

Arroba disse...

Querido e estimado Amigo Antunes Ferreira, quando somos filhos e temos pais vivos, e bons pais como eu tive, quando chegava a esta época havia carinho, dedicação, ternura, muitas "belhozes", arroz doce, leite-creme, sonhos, rabanadas e sobretudo a presença "deles": pai e mãe de quem tenho saudades, tantas que dói aqui bem dentro de mim. Mas a roda da vida tudo tritura inexoravelmente. Hoje tenho de ser eu a proporcionar esse mesmo ambiente aos meus filhos, mas sobra aquele vazio!
Grande abraço para Dona Raquel e para o senhor.

Arroba disse...

Julieta ( Maria)
Um grande abraço para si ( e são mesmo dois lugares vagos mas não rimava como eu queria e já estava sem paciência para brincar às poesias!)
Desejo-lhe um Bom Natal e sem fantasmas , ehehheheh
Beijoca com afecto

Petrarca disse...

Já fora de prazo, aqui ficam os meus votos de que o Natal tenha corrido bem e que o novo ano seja um bom ano, ainda que as perspectivas não sejam as melhores.
Bjo.