16 dezembro 2009

Oração


Psiquê

Neste Natal eu quero pedir ao Menino que te traga envolto em luz, com asas longas e manto branco de arminho.
Quero poder chegar à Consoada e saber que estás ao meu lado sorrindo nesse jeito que só tu tens de sorrir para mim.
Se assim não for, será este o último dos Natais em que serei criança grande.
Depois, se o Menino não me realizar este sonho pueril - o meu anjo de asas longas - partirei assim que a meia-noite bater no relógio de parede, que há tantas luas me recorda o tempo a passar por mim e onde só já vejo sombras.
À meia-noite desse dia frio e escuro, perderei os resquícios de alma que ainda guardo cá dentro.
E porque o tempo nada perdoa, sempre em contagem decrescente contra tudo e contra todos, contra o querer da gente.
Terei por berço uma cama de madeira perfumada, aquele meu vestido branco com que serei enfaixada .
Trazei-me depois, aquele ramo de camélias de que eu tanto gostava.
Partirei ao som festivo de mil fogos de artificio, vistos tão lá de cima, no alto daquele edifício – aquele que todos os dias espreito da minha janela, com o meu olhar perdido, entre vidraças molhadas de lágrimas já tão gastas de não te ver através dela..
Menino Jesus, que tudo podes dá-me o meu anjo caído!
Prometo-te uma novena no altar da capelinha onde costumo ir orar, e oferecer-te aquela roca para Tu poderes brincar.
Prometo-te ainda Deus meu , tua imagem alumiar, com velas de palmo e meio, para depor no altar.
Assim Jesus não mais tens medo do escuro, não adormeces a chorar.
E por fim Senhor Jesus, se tamanha Graça concederes, prometo levar-te aquele botãozinho de rosa nascido ao alvorecer , para entregar nos Teus braços e orientares a crescer.
E se nada acontecer, serei outro anjo caído, por me custar a acreditar na promessa do milagre pelo qual Tu te entregaste para a minha Alma salvar.

3 comentários:

Petrarca disse...

Essa de só lhe "levar o botãozinho de rosa nascido ao alvorecer" em troca de Graça concedida é chantagem. :-))

Bom Natal e que o anjo não caia são os meus votos!

Arroba disse...

Sabe - não, não sabe - mas escrevo estes textos em tempo relâmpago, a maior parte do tempo nem os revejo, nem sei o que escrevo, Saiem assim sem "censura".
Sempre que escrevo algo penso que , depois venho "cá" e corrijo; sucede que nunca corrijo e dou por mim a colocar novo texto, porque saí assim de "rajada", é algo viciante manter este blogie já lá vão uns anitos.
Quanto à chantagem que pensa existir pelo facto de eu "levar o botãozinho de rosa nascido ao alvorecer" - creia que não é, porque representava apenas e tão sómente "um filho".
Agora chantagem , chantagem mesmo, é deixar de acreditar, apenas porque o Menino Jesus não concede a Graça pedida - Ele lá saberá o porquê e os seus designios são insondáveis.
Há um caminho a percorrer e Deus dá-nos a carga conforme a força ...
Agradeço os seus votos de Bom Natal e tenciono ir "lá" retribuir ao seu cantinho. :))

Petrarca disse...

Só um pequeno reparo. A minha "chantagem" estava devidamente acompanhada por um :-)
mostrando o tom de brincadeira com que empreguei a palavra. Nunca pretendo fazer juizos de valor, para mais não sabendo "o que e quem está por detrás das palavras".
Já tive a honra da visita e renovo os votos de Bom Natal, agora estendendo-os também aos "botõezinhos de rosa" e restante companhia.
Existindo o blogue há muito tempo, só lamento tê-lo descoberto há pouco e mesmo assim acidentalmente.