03 março 2011

Areais


Winslow Homer (1836-1910)

E vieste tu oceano
Com asas de maresia
Levaste nessa maré
Os pedaços de poesia
Fiquei eu só no areal
A contar os grãos de areia
Já que palavras não tinha
Nem contos para inventar
Já só me restam as ondas
Para nelas me embalar.












3 comentários:

Um brasileiro disse...

Olá. Tudo blz? Estive por aqui. Muito legal. Gostei. Apareça por la. Abraços.

Sandra disse...

o mar...um eterno inspirador de palavras belas...

A.S. disse...

Tudo tem o seu tempo para acontecer... e o Mar sempre nos surpreende!


Beijos,
AL