02 novembro 2008

Passagem...



Um tempo virá em que irei chegar ao outro lado da ponte que existe entre nós. Levarei comigo flores frescas.
Todas as que não me quiseram ofertar enquanto percorri a margem, aqui deste lado.
Não sei se já cheguei ao meio da ponte, mas quanto às flores ainda não lhes sinto a fragrância.

2 comentários:

TRÍPTICO(POEMAS)FERNANDA disse...

Olá Amiga, belíssimo texto, desejo-te uma boa semana e beijinhos de carinho,
Fernandinha

O Profeta disse...

Uma ponte para o infinito...?!



Doce beijo